segunda-feira, 9 de abril de 2012

Atriz da Globo usa ‘Mulheres Ricas’ para compor personagem

Em 'Cheias de Charme', Alexandra Richter será vilã de conto de fadas. Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias/TV Press
Em ‘Cheias de Charme’, Alexandra Richter será vilã de conto de fadas
Os vilões da dramaturgia têm inúmeras facetas. Mas tanto o mentiroso quanto o fofoqueiro e até o assassino frio e calculista têm uma única missão: atrapalhar a vida dos protagonistas. Em Cheias de Charme, próxima novela das sete da Globo, Alexandra Richter dará vida a Sônia Sarmento, uma mulher rica e esnobe que esconde sua maldade atrás da imagem de caridosa. Seu alvo não poderia estar mais perto. Cida, de Isabelle Drummond, trabalha como arrumadeira em sua casa. “Ela ajudou a criar a Cida depois que os pais dela morreram, mas explora a menina. É o tipo de pessoa má que acha que faz o bem”, conta.
A trama central da nova novela é focada na vida de três empregadas domésticas. Cida, Rosário, encarnada por Leandra Leal, e Penha, interpretada por Taís Araújo. No desenrolar da história, elas irão se conhecer e desenvolver uma forte amizade que culminará na formação de um trio musical. Por sorte, e com a ajuda das novas tecnologias, o grupo fará sucesso. Mas, no início, a vida delas será um inferno. No caso de Cida, Sônia vai obrigá-la a viver uma rotina exaustiva e cruel. Apesar de a família do patriarca Ernani Sarmento, de Tato Gabus Mendes, ter bancado seus estudos, Cida agora está presa às péssimas condições que eles oferecem. “A família é toda mau caráter. Ninguém presta ali”, avalia.
O clã – formado pelo casal e pelas filhas Ariela e Isadora, encarnadas por Simone Gutierrez e Giselle Batista, respectivamente – trata Cida, cujo nome verdadeiro é Maria Aparecida, como a própria Gata Borralheira. Enquanto o casal lhe enche de trabalho, as filhas têm inveja e a desprezam. “Ela vai sofrer muito na mão deles e acho que o público vai ficar com raiva. Eu fico com muita pena. Já quase chorei lendo alguns diálogos”, afirma a atriz, que, por outro lado, celebra o entrosamento de seu núcleo. “É uma delícia porque fazemos um bando de cobras e nos divertimos muito”, comemora.
Além de ser uma mulher rica, Sônia representa o esterótipo de mulher fútil. Adora comprar e acredita que o status social e a condição financeira são as características mais importantes que alguém pode ter. Como não precisa se procupar com o sustento, fica muito tempo em casa e é dona de uma galeria de arte/boutique, que exige pouco esforço dela. “A Sônia não trabalha, se ocupa”, analisa. Para entender o universo de mulheres que esbanjam dinheiro, Alexandra viu alguns episódios do reality Mulheres Ricas, da Band. “Não assisti para compor em cima delas, mas para ver o mundo em que vivem. Afinal, a minha personagem adora ser rica e gastar”, explica.
A inspiração para interpretar a ricaça também veio de Miranda, personagem de Meryl Streep em O Diabo Veste Prada, do diretor Lauren Weisberger. “Ela é muito chique e malvada. As duas têm alguns pontos em comum”, compara. No caso de Sônia, o figurino sofisticado – com, principalmente, muita seda – é um elemento importante em sua composição. “A caracterização me ajuda a entrar no papel. Quando me vejo no espelho, encaro aquela mulher chique e o gestual vem naturalmente”, revela a atriz, que tem optado por fazer movimentos contidos e calmos. “Sou muito expansiva. Estou me controlando mais em cena”, conta.
Apesar da carga dramática presente em algumas cenas de Alexandra e Isabelle Drummond, haverá também muito espaço para momentos engraçados. Ao mesmo tempo que tem seu lado ruim, Sônia é tão extravagante e exagerada que deverá render bons risos ao público. “Antes de mais nada, é uma novela das sete. Então ela tem uma pegada muito cômica também”, argumenta a atriz, que sempre trabalhou muito com o riso no teatro e na TV. Antes do atual papel, ela fez a divertida secretária Jackie, de Passione, e participou do humorístico Os Caras de Pau. “Tudo que consegui na minha carreira foi fazendo rir”, emociona-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eduardo Moscovis dará vida a um gato em “O Sétimo Guardião”, próxima novela das 9 da Globo

A próxima novela das 9 da Globo, “O Sétimo Guardião”, apostará no realismo fantástico. Para dar vida a um gato, que em determinados momen...