sábado, 4 de março de 2017

Início de “A Força do Querer” terá acidente, profecia e encanto da sereia; saiba detalhes!

ruy_zeca_a_forca_do_querer
Em “A Força do Querer”, nova novela das nove da Globo, o destino une Zeca (Xande Valois/Marco Pigossi) e Ruy (João Gabriel Cardoso/Fiuk) ainda crianças, numa situação de total tensão e desespero, nas margens de um rio na fronteira do Acre com o Peru.
Ruy viaja com o pai Eugênio (Dan Stulbach), dono de uma grande indústria de alimentos, a C.Garcia, para encontrar um fornecedor no Acre, quando cai da embarcação durante uma forte tempestade e é levado para longe pela correnteza. Longe dos olhares do pai Abel (Tonico Pereira), Zeca corre pela margem do rio quando vê o menino em perigo e estende um galho na tentativa de salvá-lo, mas não consegue e acaba sendo carregado junto com ele para dentro da água.
Por uma sorte inexplicável, os garotos são encontrados num estado entre a consciência e a inconsciência por um índio da tribo Ashaninka (Benki Piyãko), que habita essa região da floresta amazônica, e cuida deles com todo cuidado e sabedoria de sua tribo. Enquanto se recuperam, Zeca e Ruy tem um mesmo sonho e isso faz com que o índio perceba que eles estarão ligados para sempre pelas águas do rio.  “Se viram tudo igual, é um aviso que o espírito da floresta está mandando. A vida toda vocês tomem cuidado com o que brotar das águas. O que brotar das águas vai juntar vocês dois e separar de novo!”, diz a predição do Ashaninka.
Os meninos são levados da tribo sem sequer saberem o nome um do outro, mas guardam um pedaço de fio, feito com sementes de açaí, que o índio entrega para que nunca se esqueçam do que lhes disse.
Quinze anos se passam e os caminhos de Zeca e Ruy voltam a se cruzar, agora nas águas de Parazinho, cidade fictícia no interior do Pará. Ruy está numa embarcação com Eugênio, e Zeca – que se mudou com o pai para o local após o acidente -, caminha pela margem do rio, usando o fio do Ashaninka amarrado no pulso. Da embarcação, Ruy observa os botos nadando até que surge uma bela moça, de cabelos compridos, brincando entre os animais. “O que brotar das águas vai juntar vocês dois e separar de novo!”, dizia a profecia do índio, que aqui começa a se cumprir.
A moça é Ritinha (Isis Valverde), namorada de Zeca, que também a observa encantado do outro lado da margem. Desde pequena Ritinha é fascinada pelas águas do rio. Sua mãe, Ednalva (Zezé Polessa), a teve sozinha numa canoa, e conta que engravidou de um homem-boto. Ritinha nasceu sedutora, assim como as sereias. Isso é instintivo nela. E também vive a euforia da juventude. Amorosa, gosta bastante do namorado, mas deseja experimentar de tudo, conhecer outros lugares, aproveitar o que a vida tem para oferecer. Zeca percebe a natureza impulsiva da namorada, mas não se abala com isso. Para ele, o amor imenso que sente fala mais alto que tudo. Mais alto do que a razão.
Em Parazinho, Ritinha conhece Ruy e nasce um interesse mútuo entre eles. O jovem da alta sociedade carioca está noivo de Cibele (Bruna Linzmeyer), mas acaba encantado por aquela menina cercada por uma aura completamente diferente pra ele. Já Ritinha não consegue conter a curiosidade por aquele “estrangeiro”. A partir daí, os caminhos de Zeca e Ruy seguirão entrelaçados pela rede de fascínio e dominação dessa mulher, rumo a situações inesperadas e surpreendentes.
Com estreia para o dia 03 de abril, ‘A Força do Querer’ é uma novela de Gloria Perez, com direção artística de Rogério Gomes. Na trama, os caminhos de diferentes personagens se cruzam quando suas trajetórias pessoais os levam ao limite, fazendo-os ultrapassar seus horizontes, desafiar barreiras e vencer conflitos. Nesse percurso, a força do querer de um afeta a força do querer do outro, determinando, assim, os rumos desta história.
Fonte: TV Foco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário