quarta-feira, 6 de julho de 2016

'Cheias de Charme' vai voltar!


Sai a babá Nice, entram as três empregadas de nome Maria. Mas não são domésticas comuns. Elas conquistaram uma das maiores audiências na faixa das 19h da Globo na última década.
A emissora escalou Cheias de Charme, de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, para o Vale a Pena Ver de Novo. A novela das empreguetes volta em setembro, exatamente quatro anos depois de estrear. Os 143 capítulos renderam média de 30 pontos. O capítulo com mais ibope marcou 37, índice de novelão das 21h.
Estrelada por Taís Araújo (Maria da Penha), Leandra Leal (Maria do Rosário) e Isabelle Drummond (Maria Aparecida), a trama surpreendeu ao colocar mulheres da classe baixa como protagonistas. Em novelas, a maioria dos serviçais balbucia poucas palavras ou passa a parte parte do tempo muda.
Cheias de Charme jogou holofotes nos pobres em ascensão social e incentivou a autoestima das mulheres comuns. Atraiu telespectadores jovens com a valorização do sonho de ser famoso a partir do talento e a inserção de clipes bem produzidos.
A estrutura dramatúrgica era de uma comédia romântica com pitadas de drama e um verniz de Broadway. Essa miscelânea de estilos cumpriu a exigência da faixa horária: entreter desde crianças – que naquela época já exerciam enorme influência na programação vista pela família –  até os noveleiros tradicionais e saudosistas.
No ar desde março no Vale a Pena Ver de Novo, Anjo Mau, exigida originalmente em 1997, terminará com média de 14 pontos. Índice idêntico ao da reprise anterior, Caminho das Índias. Ambas não conseguiram alcançar os 17 pontos de O Rei do Gado, reexibida em 2015, com picos de impressionantes 25 pontos. Festejada desde já, a volta de Cheias de Charme terá chance de superar esse número. A depender dos fãs das empreguetes e da hilária vilã Chayene (Claudia Abreu), o novo recorde está garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário