quinta-feira, 28 de julho de 2016

“Malhação: Seu Lugar no Mundo” e “Êta Mundo Bom!” batem recorde e alcançam maiores médias anos em suas respectivas faixas!


Sucessos de audiência, a atual temporada de “Malhação” e a novela das 18h, “Êta Mundo Bom!” vêm conseguindo altos índices de audiência na Globo. Ontem, as tramas, em reta final, alcançaram recorde audiência.
“Malhação: Seu Lugar no Mundo” teve média de 24 pontos, maior audiência desde 26 de agosto de 2011, com o último capítulo da temporada 2010/2011, que assim como ela, foi escrita por Emanuel Jacobina.
A temporada termina, excepcionalmente na próxima terça-feira (2), e já tem 17 pontos de média, também maior audiência desde a temporada 2010/2011. Durante as Olímpiadas, a novela não será exibida, e volta no dia 22 de agosto, com a estreia da nova temporada: “Pro Dia Nascer Feliz”, que terá a mesma equipe e manterá alguns personagens da atual.
Já a novela das 18h, “Êta Mundo Bom!” pontuou 34 pontos. É a maior marca desde 2007, com o último capítulo de “O Profeta”. De lá pra cá, foram exibidas 18 novelas no horário. A algumas semanas do fim, a novela, escrita por Walcyr Carrasco, tem média parcial de 26 pontos. É o maior índice desde 2006.

Com morte de Filipe, “Malhação – Seu Lugar no Mundo” fica nos Trending Topics do Twitter no mundo!

filipe_malhação
A morte do personagem Filipe (Francisco Vitti) foi um grande acontecimento para a reta-final de “Malhação – Seu Lugar no Mundo”, que chega ao fim na terça-feira que vem. O acidente fatal de moto provocado por Samurai (Felipe Titto) gerou comoção e disparou em audiência, além de chegar uma marca importante de repercussão: os Trending Topics do Twitter mundial.
Após o capítulo exibido ontem, terça (26/07), em que mostrou os desdobramentos da morte de Filipe e a recepção da notícia pela namorada e pela família, colocou “Malhação Seu Lugar no Mundo” nos TT’s mais comentados do mundo, reforçando ainda mais a certeza de que a atual temporada escrita por Emanuel Jacobina é um grande sucesso. 
Prestes a chegar ao fim, a temporada possui média-geral de 17 pontos, sendo a temporada mais assistida desde 2010, cuja temporada também era escrita por Emanuel. Durante as Olimpíadas, “Malhação” sai do ar e retorna com uma nova temporada após os jogos, que será escrita pelo mesmo autor.
Fonte: Gshow.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Confira o novo visual de Reynaldo Gianecihini para “A Lei do Amor”

O ator Reynaldo Gianecchini surpreendeu os fãs nesta segunda-feira (25), ao publicar em seu twitter uma foto onde aparece com um novo visual, com barba, cabelos louros e mais compridos.
A mudança do visual do ator é para viver o velejador Pedro Leitão, protagonista da próxima novela das nove da Globo, “A Lei do Amor”, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, prevista para estrear em outubro, substituindo “Velho Chico”.
Confira:

sábado, 23 de julho de 2016

Assista ao primeiro trailer do filme da Mulher Maravilha!

Está acontecendo nos EUA a San Diego Comic Con, maior evento de cultura pop do mundo. Uma das atrações da feira é o aguardado filme solo da Mulher Maravilha. O elenco e a diretora Patty Jenkings estiveram no palco do Hall H para responder perguntas e apresentarem o primeiro trailer da produção.
No vídeo temos a Mulher Maravilha (Gal Gadot) encontrando o soldado Steve Trevor (em uma praia da ilha Temíscera, lar das Amazonas. A partir desse encontro a super-heroína virá para o mundo dos homens e enfrentará muitos desafios. Confira o trailer:
Mulher-Maravilha tem estreia marcada para 1º de junho de 2017. A personagem também estará em Liga da Justiça, que estreia em novembro do mesmo ano.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Conheça o ator Luan Vieira, que entra em “Liberdade, Liberdade” para viver triângulo amoroso com André e Tolentino!

luan_vieira
O romance gay vivido pelos peronagens de Caio Blat e Ricardo Pereira em “Liberdade, Liberdade” está prestes a ganhar mais uma pitada de pimenta. Para movimentar a trama da novela das onze da Globo, Luan Vieira – jovem de de 24 anos natural de Três Rios, no interior do estado do Rio -, faz a sua estreia na televisão ao entrar no enredo com o personagem Otto e transforma a relação entre André e Tolentino em um verdadeiro triângulo amoroso.
“Agora que essa relação dos dois está mais clara, o Otto chega como um elemento de conflito, um ruído. Isso, com certeza, aumenta a intensidade dessa relação. E estou adorando fazer parte disso. Mas para mim é tudo novo, porque eu nunca tinha pisado em um estúdio. Minha experiência é toda baseada em teatro. No primeiro momento me senti estranho, porque não tinha muito controle do que estava fazendo. Estou descobrindo esse controle agora, aos poucos, em cada gravação”, conta ele.
Veterano nos palcos, com 9 anos de carreira como ator, Luan enxerga a responsabilidade do papel, que lhe foi confiado pela produtora de elenco Marcia Andrade, e não diferencia o fato de ser um personagem gay. “O fato de ser um personagem gay não me reprimiu. Pelo contrário. Me sinto muito honrado poder abordar o assunto da sexualidade e da homofobia. Assim como existem as narrativas de relações entre pessoas heterossexuais, isso tem que ser abordado em uma realidade homoafetiva. Existem em quase todas as novelas – para não dizer em todas – a presença de triângulos amorosos de homens e mulheres. Então, por que não ter essa característica de núcleo na trama com personagens gays?”, questiona.
Sobre um possível beijo gay ou até mesmo uma cena de sexo entre dois homens – como a protagonizada por Caio e Ricardo e que movimentou as redes sociais -, Luan também não se intimida. “A cena que eles fizeram foi bacana demais, porque ficou evidente a entrega tanto do Caio quanto do Ricardo para fazerem a cena acontecer. Não teria problema nem resistência em fazer qualquer tipo de cena. Não consigo enxergar algo que tenha problemática em fazer, é uma entrega da minha profissão de ator. Dentro dessa perspectiva eu faria sem problema nenhum uma cena de sexo ou beijo gay. É natural”.
Fonte: Ego.

domingo, 17 de julho de 2016

Morre o jornalista Eliakim Araújo, aos 75 anos, nos Estados Unidos

Morre o jornalista Eliakim Araújo, aos 75 anos, nos Estados Unidos Divulgação/Facebook
Eliakim Araújo e a mulher, Leila CordeiroFoto: Divulgação / Facebook
O jornalista Eliakim Araújo morreu neste domingo, aos 75 anos, em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, onde estava internado para o tratamento de um câncer no pâncreas. A doença foi diagnosticada há um mês e Araújo chegou a se submeter a um tratamento de quimioterapia, mas não resistiu.
Eliakim Araújo formou, ao lado da mulher, a também jornalista Leila Cordeiro, o primeiro casal de apresentadores da televisão brasileira, ao comandar o Jornal da Globo, em 1983. Nascido em Guaxupé, Minas Gerais, Araújo também comandou, na emissora carioca, o Globo Repórter, além das cobertura dos desfiles de escolas de samba do Rio de Janeiro e a eleição indireta de Tancredo Neves.
O jornalista se transferiu, junto da mulher, para a Rede Manchete, em 1989, quando ancoraram o principal telejornal da emissora. O casal se mudou para os Estados Unidos em 1997 para trabalhar como âncoras do canal CBS Telenotícias, que transmitia em português. O projeto durou três anos e, mesmo após seu final, os jornalistas decidiram continuar morando nos EUA. Recentemente, Eliakim Araújo trabalhava com jornalismo online. Segundo a família, o desejo do jornalista era que seu corpo fosse cremado e a cinzas jogadas no mar.
*Estadão Conteúdo

sábado, 16 de julho de 2016

Cena de estupro em “Anjo Mau” é cortada em re-reprise, mas campanha social se mantém atual e chocante!

vivian_ricardo_anjo_mau
Uma das cenas mais marcantes de “Anjo Mau” (1997) é o estupro de Vivian (Taís Araújo) cometido por Ricardo (Leonardo Brício). A cena escrita por Maria Adelaide Amaral impactou o horário das 18h, com uma direção primordiosa de Denise Saraceni e uma interpretação de tirar o fôlego e emocionar dos dois atores envolvidos.
Porém, a cena foi completamente cortada na re-reprise do “Vale a Pena Ver de Novo”. No capítulo de ontem, a cena do estupro foi vetada devido a classificação indicativa do Ministério da Justiça, que censura cenas consideradas inadequadas ao público do horário. Na cena, Ricardo está bêbado em uma sala da empresa da família e Vivan vai conversar com ele. Porém, o rapaz se aproveita da situação e joga a jovem em cima da mesa, rasgando sua roupa, desferindo tapas em seu rosto e a humilhando verbalmente, enquanto comete o abuso sexual.
Apesar do veto, o debate gerado pelo texto de “Anjo Mau” foi mantido, é atual e gerou reflexão a quem acompanha a produção nas tardes da Globo. A campanha social realizada por Maria Adelaide Amaral sobre o estupro no Brasil do fim dos anos 90 ainda se mantém atual, visto que os movimentos sociais de proteção a mulher são muito fortes atualmente. Infelizmente, o que se mantém nos dias atuais como na época de “Anjo Mau”, é a impunidade da lei e a visão machista sobre o estupro.
A partir de agora, a re-reprise vai explorar o drama de Vivian e o conflito de caráter de Ricardo. O corte da cena prejudicou o entendimento da situação, mas ao menos o debate sobre o tema foi mantido e deve impactar na quarta exibição na TV brasileira.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Cláudia Raia e Cristina Pereira, intérpretes de Tancinha e Fedora em “Sassaricando”, ingressam ao elenco de “Haja Coração”!

xd6ad2ff197d43018a25d628bfe434a37.jpg.pagespeed.ic.pxtMfS1kXr
Tem novidade na trama de Haja Coração: estrelas de Sassaricando, as atrizes Cristina PereiraClaudia Raia vão gravar participação na novela das 7. O convite partiu do próprio autor, Daniel Ortiz, como uma meneira de homenagear as atrizes.
Claudia Raia, que interpretou Tancinha na época, vai atuar no núcleo principal da trama. “O Beto (João Baldasserini) leva a feirante para assistir ao musical da atriz. É um encontro muito bonito entre as duas Tancinhas“, disse o autor ao site oficial da novela.
Já Cristina Pereira, que ficou imortalizada ao viver a divertida Fedora, atual papel de Tatá Werneck, vai viver um personagem de destaque. “Ela entra como uma prima da Teodora (Grace Gianoukas) e vai ter uma importância muito grande no desenrolar da trama“, completa o autor.
Cristina Pereira retorna à TV Globo após papéis na Rede Record, o último deles em Milagres de Jesus.
Inspirada em Sassaricando, sucesso exibindo em 1987 e 1988, Haja Coração viveu momento decisivo nesta segunda-feira, 11.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Morre aos 58 anos o ator Guilherme Karan!

guilherme_karam

O ator Guilherme Karan morreu na manhã desta quinta-feira (7), no Rio, aos 58 anos, no Hospital Naval Marcílio Dias. Carioca, ficou conhecido, principalmente, pelos seus personagens cômicos na TV e no Teatro. Longe da TV desde 2005, quando participou da novela “América”, na Globo, Karan foi diagnosticado com uma doença neurológica degenerativa rara, a síndrome de Machado-Joseph.
Nos últimos anos, viveu isolado em sua casa no Rio. “Ele herdou da mãe [a doença]. Perdi um filho com a mesma doença. Guilherme fica na cadeira de rodas o tempo todo. Tem horas que ele está lúcido e tem horas que não”, disse Alfredo Karan, pai do ator, na época.
Em entrevista ao jornal, Alfredo diz que Guilherme sofre de uma doença neurológica degenerativa rara, a síndrome de Machado-Joseph. “Ele herdou da mãe. Perdi um filho com a mesma doença. Guilherme fica na cadeira de rodas o tempo todo. Tem horas que ele está lúcido e tem horas que não”, disse Alfredo Karan, pai do ator, em entrevista ao Extra, em 2012.
A enfermidade é desconhecida pela maioria dos brasileiros. Sua principal característica é a perda dos movimentos até o ponto do portador precisar de uma cadeira de rodas para se locomover, disse ao G1 a neurologista Eliana Meire Melhado, membro da Academia Brasileira de Neurologia.
“É uma doença […] que vem dos portugueses. Por ser genética, dá para saber antes de nascer. Se houver mais casos na família, é indicado o aconselhamento genético”, explica a neurologista.
O nome da enfermidade é uma homenagem ao cientista que a classificou entre as doenças neurológicas.
Entre os sintomas mais comuns está a falta de equilíbrio, e por isso a síndrome é conhecida popularmente como “doença do tropeção”. Outros sintomas são a perda dos movimentos e o impedimento de continuar em pé.
Segundo Melhado, como a doença é progressiva, os sintomas aparecem lentamente. Por isso o mais indicado é, a partir do diagnóstico, fazer exercícios físicos, fisioterapia e hidroterapia para evitar que se chegue ao ponto de precisar da cadeira de rodas.
“Mesmo se chegar a cadeira de rodas, deve-se continuar com a fisioterapia. Em casos mais leves a pessoa pode até melhorar. Mas, geralmente, quando se chega a esse ponto a pessoa não volta mais a andar”, explica.
Não há medicação específica para tratar a doença e o paciente tende a morrer de complicações. Mas quanto mais fisioterapia fizer, melhor se torna a qualidade de vida desse paciente.
Por conta da doença, fazia Karan sofria de problemas na coluna e recebia a ajuda de dois enfermeiros e de um fisioterapeuta.
Um dos seus trabalhos de maior sucesso na TV foi no humorístico “TV Pirata” (1988-1990), onde ele interpretou dezenas de personagens, como o Zeca Bordoada.
Fonte: G1.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

'Cheias de Charme' vai voltar!


Sai a babá Nice, entram as três empregadas de nome Maria. Mas não são domésticas comuns. Elas conquistaram uma das maiores audiências na faixa das 19h da Globo na última década.
A emissora escalou Cheias de Charme, de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, para o Vale a Pena Ver de Novo. A novela das empreguetes volta em setembro, exatamente quatro anos depois de estrear. Os 143 capítulos renderam média de 30 pontos. O capítulo com mais ibope marcou 37, índice de novelão das 21h.
Estrelada por Taís Araújo (Maria da Penha), Leandra Leal (Maria do Rosário) e Isabelle Drummond (Maria Aparecida), a trama surpreendeu ao colocar mulheres da classe baixa como protagonistas. Em novelas, a maioria dos serviçais balbucia poucas palavras ou passa a parte parte do tempo muda.
Cheias de Charme jogou holofotes nos pobres em ascensão social e incentivou a autoestima das mulheres comuns. Atraiu telespectadores jovens com a valorização do sonho de ser famoso a partir do talento e a inserção de clipes bem produzidos.
A estrutura dramatúrgica era de uma comédia romântica com pitadas de drama e um verniz de Broadway. Essa miscelânea de estilos cumpriu a exigência da faixa horária: entreter desde crianças – que naquela época já exerciam enorme influência na programação vista pela família –  até os noveleiros tradicionais e saudosistas.
No ar desde março no Vale a Pena Ver de Novo, Anjo Mau, exigida originalmente em 1997, terminará com média de 14 pontos. Índice idêntico ao da reprise anterior, Caminho das Índias. Ambas não conseguiram alcançar os 17 pontos de O Rei do Gado, reexibida em 2015, com picos de impressionantes 25 pontos. Festejada desde já, a volta de Cheias de Charme terá chance de superar esse número. A depender dos fãs das empreguetes e da hilária vilã Chayene (Claudia Abreu), o novo recorde está garantido.

“A Lei do Amor”: personagem de Humberto Carrão será noivo de Isabella Santoni e assombrado por “fantasma” de Alice Wegmann!

humberto_carrão
Tudo indica que a próxima novela das 21h da Globo vai dar muito o que falar, hein! A substituta de “Velho Chico”, “A Lei do Amor”, já tem um grande elenco escalado e uma história pesadíssima que promete prender o pessoal de casa. E um “triângulo amoroso”, por assim dizer, pode estar perto de surgir e ter um fim trágico. Entenda!
Tudo começa com o mulherengo Tiago (Humberto Carrão), que está noivo de Letícia (Isabella Santoni) por pressão da família. O cara não respeita a jovem e começa a dar em cima da garçonete Isabela (Alice Wegmann) e, para piorar a situação, Helô (Claudia Abreu), futura sogra do cara, tenta fazer a cabeça de Isa para acabar com o noivado da filha, mas a menina se recusa.
Graças a isso, o casal de amantes começa a discutir e Tiago perde a cabeça e bate na personagem de Alice, que desmaia. Tenso! O cara consegue sumir com o corpo da garçonete, acreditando ter matado a amante, até que começa a ver seu “fantasma” rondando por aí. Que situação, hein! Como será que isso tudo vai acabar?
Fonte: Pure Breack.

“Liberdade, Liberdade”: Caju emociona a todos no velório de Raposo!

velório_raposo_liberdade2
A família está reunida no velório de Raposo. Dionísia (Maitê Proença) permanece sentada ao lado do irmão. Joaquina (Andreia Horta) é amparada por Rubião (Mateus Solano) e Bertoleza (Sheron Menezzes) por Ventura (Vitor Thiré). André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira) também velam o corpo. Caju (Gabriel Palhares) chega à Intendência trazendo uma rosa nas mãos.
O menino se aproxima, ergue-se na ponta dos pés e coloca a flor sobre as mãos de Raposo (Danton Vigh). “Descanse em paz, dom Raposo. E me adesculpe qualquer coisa”, diz. Todos se emocionam ainda mais com o gesto do pequeno.

Doente, Thiago Fragoso se afasta de “O Outro Lado do Paraíso” e cenas são reescritas

Com o último capítulo marcado para ir ao ar no dia 11 de maio, “O Outro Lado do Paraíso” segue sendo gravada e Walcyr Carrasco, autor do ...