quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Túnel do Tempo : Relembre mistérios das novelas de Aguinaldo Silva

Mestre em intrigar os telespectadores, desde os tempos de “Roque Santeiro” (1985), Aguinaldo Silva gosta de colocar grandes mistérios em suas tramas. Relembre enigmas de Aguinaldo Silva, alguns até hoje não revelados!
Em noites de lua cheia, o lobisomem era o terror das mulheres de Asa Branca, em “Roque Santeiro” (1985). Na novela de Aguinaldo Silva e Dias Gomes, os moradores tinham como principal suspeita o professor Astromar Junqueira (Rui Resende), que foi se confirmar no último capítulo para o telespectador

A Mulher de Branco assombrava os homens de Santana do Agreste em “Tieta” (1989), os quais eram aterrorizados nas noites de lua cheia. A identidade da fantasmagórica figura foi revelada no final da novela. Era Laura (Cláudia Alencar) por debaixo dos panos
A beata Perpétua (Joana Fomm) escondia no armário uma misteriosa caixa branca em “Tieta” (1989), novela adaptada livremente da obra “Tieta do Agreste”, de Jorge Amado. Sem nunca ter o seu conteúdo revelado, ficou subentendido que a vilã guardava o órgão genital do falecido marido
Fábio Jr. foi o sedutor fotógrafo Jorge Tadeu, que enlouquecia os corações de mulheres casadas em “Pedra Sobre Pedra” (1992). Depois de ser assassinado, seu espírito manteve contato com as amantes da cidade de Resplendor. O mistério sobre quem teria matado Jorge Tadeu durou até o final da novela. A autora do crime foi a beata Gioconda (Eloísa Mafalda), que tinha sido flagrada pelo fotógrafo roubando objetos da igreja e por isso tratou de se livrar dele para não ser denunciada
Aguinaldo Silva retomou o mistério nas noites de lua cheia em “A Indomada” (1997). Na cidade de Greenville, uma figura peculiar, apelidada de Cadeirudo, atacava as mulheres em uma das tramas paralelas de maior sucesso da teledramaturgia. O suspense é mantido até o fim da trama, quando a beata Lurdes Maria (Sônia de Paula) é revelada como o Cadeirudo
Em “Suave Veneno” (1999), Clarisse Ribeiro (Patrícia França) foi assassinada por roubar pedras valiosas. Sem conseguir extorquir a advogada, Augusto Ivan (Tarcísio Filho) a mata e tenta fugir para fora do país, mas acaba morrendo em um acidente de carro. O mistério passa a ser o paradeiro das joias, que se torna uma obsessão para vários personagens
Em “Duas Caras” (2007), um tarado voltou a atacar as mulheres. Ele era o Sufocador, interpretado por Wolf Maya na pele de Geraldo Peixeiro. Sua idetindade foi conhecida apenas no final da trama
Tereza Cristina (Christiane Torloni) fez de tudo para manter o segredo, desconhecido do público, de que ela era filha da empregada da família, em “Fina Estampa” (2012). No desfecho da novela, Álvaro (Wolf Maya), que se dizia primo de Tereza Cristina, revelou que ela era a sua irmã e que a história de que a socialite era a filha de uma empregada foi inventada por sua tia Íris (Eva Wilma), que usava a mentira para chantageá-la
O mordomo Crô (Marcelo Serrado), que conquistou os telespectadores com sua irreverência em “Fina Estampa” (2011), manteve durante a novela um caso amoroso com um amante cuja identidade não foi revelada durante o período de exibição da trama. Na reta final, Aguinaldo Silva disse que optou guardar o mistério como fez com o conteúdo da caixa de Perpétua, em “Tieta”. No entanto, em uma entrevista no “Encontro com Fátima Bernardes”, o autor contou que o amante do Crô seria o bonitão Ferdinand (Carlos Machado), comparsa da madame Tereza Cristina (Christiane Torloni). Na época, ele disse que “não pegaria bem” unir os dois personagens
Fontes : Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário