quinta-feira, 21 de maio de 2015

Em 'Babilônia', Inês se aborrece com traição de Regina e a ameaça: 'Você vai se arrepender!'

Inês e Regina em "Babilônia"
Inês e Regina em "Babilônia" Foto: Paulo Belote/Rede Globo/Divulgação
Regina (Camila Pitanga) vai mostrar que aprendeu bem as lições de safadeza com Inês (Adriana Esteves). Disposta a provar que a loura foi cúmplice de Beatriz (Gloria Pires) no assassinato de Cristóvão (Val Perré), a mocinha de “Babilônia” ganha ares de vilã e procura Inês se fazendo de amiga. Regina diz que aceita lutar ao lado dela para derrubar Beatriz, e as duas selam a nova parceria. Na verdade, Regina quer descobrir como ela está envolvida no assassinato de seu pai. Quando a moça descobre que o marido de Inês foi promovido por causa da chantagem que ela fazia com Beatriz, Regina vai à polícia e conta tudo. Com isso, o inquérito é reaberto e Inês é indiciada como cúmplice. Revoltada com a traição de Regina, Inês vai até a casa dela e as duas batem boca.
"Você foi à minha casa, disse que ia ser minha aliada, e me traiu!", diz Inês. "Você não me conhecia e tentou me subornar pra salvar o criminoso do enteado da Beatriz. Lembra? Eu sei muito bem com que tipo de gente tô lidando. Eu precisava saber se você tava envolvida no assassinato do meu pai. E o que foi que eu descobri? Você chantageou a Beatriz!", responde Regina. Inês diz que quem matou Cristóvão foi Beatriz e Regina diz que ela podia ter contado isso para a polícia há dez anos. Inês lembra que foi ela quem mandou a pulseira para incriminar Beatriz. "Quando foi conveniente pra você! Você sabia de tudo, e não fez nada pra ajudar a polícia. Você usou a morte do meu pai pra arrumar um emprego pro seu marido lá em Dubai! Pra descolar uma mordomia! Isso é nojento!", devolve Regina.
Inês fala que elas juntas poderiam acabar com Beatriz e Regina diz que seu objetivo é outro. "Eu não quero acabar com ninguém. Eu quero que vocês duas sejam julgadas", fala Regina. Inês avisa que nada vai acontecer com Beatriz. "Se um juiz decidir que a Beatriz é inocente, eu vou sofrer muito. Mas eu durmo com a consciência tranquila. Será que a Beatriz tem a consciência tranquila depois de ter matado o meu pai? De ter atirado em você?", pergunta. A advogada responde que Beatriz não sabe bem o que é consciência. "E você? Tem a consciência tranquila, depois de ter ficado esse tempo todo calada sobre a morte do meu pai? Depois de ter lucrado com a morte dele, fazendo chantagem?", pergunta de novo Regina.
A advogada se irrita e ameaça Regina: "Escuta o que eu vou dizer, favelada: eu podia ter sido sua aliada, mas você preferiu ser minha inimiga. Inimiga! Você vai se arrepender!". Regina não se abala: "Boa sorte com o juiz! Bandida!".


Nenhum comentário:

Postar um comentário