sexta-feira, 24 de abril de 2015

Globo reage e acelera Babilônia: Beatriz atira em Inês e é presa


Adriana Esteves (Inês) em cena de Babilônia, da Globo; advogada ficará entre a vida e a morte

Babilônia vai se transformar em uma outra novela na semana que vem. Depois de mudar os rumos da mocinha Alice (Sophie Charlotte), que não será mais prostituta, a emissora irá agora provocar uma ruptura entre as duas principais vilãs: Beatriz (Gloria Pires) vai dar um tiro em Inês (Adriana Esteves), que sofrerá uma parada cardíaca e ficará entre a vida e a morte. Ela acusará Beatriz (Gloria Pires) de tentar matá-la, e a arquiteta será presa com uma arma sem registro. O assassinato de Cristóvão (Val Perré), ocorrido no primeiro capítulo, voltará à tona.
Tudo isso acontecerá já na próxima semana. Para tanto, os acontecimentos estão sendo acelerados drasticamente na edição. Tudo o que iria ao ar até o dia 2 de maio será exibido até este sábado (25). As mudanças nos capítulos começaram na última segunda-feira. Várias cenas estão sendo eliminadas na edição. Sequências mais picantes praticamente nem aparecem; são cortadas assim que os personagens se beijam.
Em crise no Ibope, com a pior média de uma novela das nove em todos os tempos, Babilônia teve capítulos reescritos. Murilo (Bruno Gagliasso) iria se safar da prisão ao ser flagrado pelo irmão, Vinicius (Thiago Fragoso), tentando explorar Regina (Camila Pitanga) sexualmente. Agora, ele será preso, e Vinícius será seu advogado.
O casamento de Estela (Nathalia Timberg) e Teresa (Fernanda Montenegro) só iria ao ar sábado, mas teve início no capítulo de ontem (22). Um selinho que o casal daria após o "sim" foi cortado.
Beatriz tenta matar Inês
As vilãs Inês e Beatriz, que deveriam se tornar "parceiras", de acordo com a sinopse original, vão se afastar. Inês conseguirá a senha do cofre de Beatriz e tirará de lá a pulseira que Cristóvão carregava quando foi assassinado pela arquiteta, no primeiro capítulo. A polícia acreditou que o motorista Cristóvão, pai da mocinha Regina (Camila Pitanga) e amante secreto de Beatriz, fora vítima de uma tentativa de assalto. O ressurgimento da joia desmontará essa versão, e Beatriz ficará em perigo.
Antes de entregar a prova contra a "amiga e rival" à polícia, Inês publicará na internet um vídeo em que Beatriz e Cristóvão aparecem transando. Beatriz ficará furiosa e irá tirar satisfações com Inês. A advogada inventará que o vídeo estava em um celular que fora roubado. Dissimulada, Beatriz fingirá acreditar, mas partirá para um ataque fatal: ela seguirá Inês e dará um tiro nela, acertando na altura do coração.
Inês se passará por morta até ter certeza de que Beatriz foi embora. Então, ela chamará a polícia e denunciará: "Foi ela, a Beatriz, Beatriz Rangel. Ela atirou em mim. Seguiu meu carro, uma emboscada". Em seguida, ela sofrerá uma parada cardíaca. A polícia irá atrás de Beatriz, que será flagrada com uma arma sem registro e ficará detida para averiguação.
Antes de ser presa, a milionária será flagrada por Regina com seu irmão, Diogo (Thiago Martins). A arquiteta confessará que ama o atleta. Originalmente, Beatriz deveria ser uma aventureira sexual.
Esta é a segunda grande mudança nos rumos de Babilônia. Há duas semanas, os autores processaram uma alteração no destino de Alice, que agora será uma mocinha sofredora, não mais uma garota de programa. Também foram eliminadas da novela cenas de carinhos e beijos entre o casal homossexual interpretado por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg.
Babilônia estreou com boa frente de capítulos escritos e gravados, mas agora passa a ser "quase ao vivo". A reação mostra que a Globo está decidida a reverter a queda de audiência no horário nobre. A novela registrou 25 pontos de média entre 16 de março e 22 de abril. No primeiro mês de exibição, sua antecessora, Império, teve 30 pontos no Ibope (cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário