segunda-feira, 9 de março de 2015

Cora pode estar viva e ser o verdadeiro Fabrício Melgaço


Divulgação, TV Globo
Divulgação, TV Globo
Entre todas as especulações que já surgiram sobre o final de Império, por incrível que pareça, esta é a que mais me agradou. Pode parecer surreal (como muita coisa que Aguinaldo Silva já criou), mas é a que mais faz sentido até agora.
De acordo com pelo menos três revistas que chegaram às bancas esta semana, Cora (Drica Moraes) é o verdadeiro Fabrício Melgaço. Marjorie Estiano seria, na verdade, filha da vilã, que tomou o lugar dela como parte da vingança.
A teoria é de que Cora passou anos arquitetando sua vingança contra José Alfredo (Alexandre Nero), por ter sido desprezada por ele no passado. A virgindade de Cora também seria uma farsa, já que ela teve uma filha e deixou a menina aos cuidados de Jesuína (Laura Cardoso) no interior de Minas.
Anos depois, com a ajuda de Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) e Silviano (Othon Bastos), Cora resolveu colocar seus planos em prática para destruir o Comendador.
A grande pista foi dada no capítulo de sábado, quando Zé Alfredo encontrou na casa de Silviano um bilhete com a frase:

“Muita sorte na sua jornada é o que lhe desejo”

Na mesma hora, o Comendador se lembrou das palavras que a jovem Cora lhe disse há quase 30 anos, ao se despedir dele na rodoviária.
bla_0010-ze
Toda essa história explica a saída repentina de Drica Moraes e sua substituição por Marjorie Estiano poucos capítulos depois. Se estava tão doente a ponto de abandonar a novela, como é que Drica apareceu em vários programas de TV logo em seguida? Seria tudo uma armação muito bem consolidada pelo autor e diretores da novela? Confuso, mas não impossível.
A única certeza, até o momento, é de que um dos finais já foi gravado, aquele que mostra a morte de José Alfredo e a prisão de José Pedro (Caio Blat) como o grande culpado por toda a vingança. Porém, segundo o Extra, o elenco já foi avisado de que podem acontecer gravações de última hora e que as cenas anteriores podem ir para o lixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário