sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Império: Cora decide abrir o caixão para beijar José Alfredo

Paulo Belote, TV Globo
Paulo Belote, TV Globo
A “morte” de José Alfredo (Alexandre Nero) deixará pelo menos três mulheres em desespero. As “viúvas” Maria Marta (Lilia Cabral) e Maria Isis (Marina Ruy Barbosa) até darão uma trégua nesse momento de dor. Mas a mais histérica, sem sombra de dúvidas, será Cora (Drica Moraes).
A única das três que nunca partiu “pros finalmentes” com o Comendador será a que mais irá sofrer com a triste notícia. Primeiro, ela agride Téo (Paulo Betti), acusando-o de ser indiretamente responsável pela tragédia. Depois, a maluca vai até o restaurante de Vicente (Rafael Cardoso) e começa a gritar que o Comendador está “mortooooooooooooooooo”, alertando Isis, que também se desespera.
Mas a loucura maior acontece após o funeral. Escondida atrás de um dos túmulos, Cora tem uma crise de choro e diz para si mesma:
- Não é justo. Ele se foi. Agora está lá, dentro de um caixão escuro para sempre… E eu não pude nem chegar perto! Mas se os coveiros disseram que não lacraram a tampa… Então, ainda não é tarde. Depois que tudo se acalmar, naquela hora em que o cemitério é propriedade só dos mortos, eu vou até lá, abro aquele caixão, olho pra ele pela última vez, chamo de ‘meu amor, ah, meu amor’, e dou um último beijo.
Enquanto isso, dentro do caixão, José Alfredo começa a despertar e percebe que seu plano deu certo. Do lado de fora, Cora se prepara para abrir a tampa, deixando no ar o suspense: Josué conseguirá chegar a tempo de libertar o patrão? Ou será Cora quem acabará salvando sua grande paixão de morrer sufocado?
Tudo isso acontecerá até sábado, portanto, o telespectador só saberá o que vai acontecer com o Comendador no capítulo de segunda-feira

Nenhum comentário:

Postar um comentário