segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Dercy de Verdade: das vaias ao estrelato

Dolores Gonçalves decidiu mudar seu nome para Dercy Vargas, inspirada na primeira dama Darcy Vargas. As apresentações mambembe da dupla “Os Pascoalinos” não rendiam dinheiro, mas ela seguia feliz ao lado do marido, Pascoal (Fernando Eiras). Até que ele adoeceu, e Dercy foi em busca de trabalho para pagar o tratamento de tuberculose do companheiro.
A comediante foi parar em São Paulo e conheceu Isabel de Oliveira (Paula Burlamaqui), que a ajudou a se apresentar no Teatro Boavista. Acontece que, escalada para substituir uma famosa artista da época, Otília Amorim, Dercy teve um ataque de pânico no palco e não conseguiu cantar. Foi vaiada e expulsa sob ameaças de nunca mais se apresentar na cidade paulista.
Arrasada e sem saber o que fazer, aceitou a sugestão de Isabel e foi tentar a vida em uma casa de diversão adulta, onde conheceu Valdemar (Cássio Gabus Mendes).  Pudica, ela não entendia nada de intimidade de casal, mas o sujeito ficou tão comovido que pagou mesmo sem ter recebido pelo serviço; deixando também dinheiro a mais e  uma preciosa sugestão.
A dica dada pelo distinto cavalheiro determinou seu futuro estrelado:
“Se você quer ser artista, deve ir para o Rio de Janeiro”, ele disse.
Sem pensar duas vezes, Dercy arrumou as malas e foi para a Praça Tiradentes, onde se concentrava a vida artística na década de 30. A atriz conseguiu uma apresentação na Casa de Caboclo, e o que tinha tudo para ser uma estreia normal, obviamente não foi. Afinal, tratava-se de Dercy Gonçalves, a rainha do improviso.
O espetáculo fora do roteiro agradou a plateia. No dia seguinte, seu nome estava em destaque na porta do teatro - e a cuspida já era considerada sua marca registrada.
Foi assim que a menina que fugiu, aos 17 anos de idade, de sua terra natal, com uma companhia de teatro, deu seus primeiros passos para se tornar a maior representante da Commedia Del’Art.
O programa da Rede Globo tem quatro capítulos, com estreia marcada para o dia 10 de janeiro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário